História da Cirurgia Bariátrica
 

A primeira operação realizada para redução de peso foi o by-pass (desvio) do intestino, idealizado por Kremen e Liner em 1954 e retirava mais de 90% de componentes do intestino fino (jejuno e ileo), ocasionando uma má absorção intestinal, levando o paciente a evacuar fezes com altos índices de gordura.

O cirurgião Dr. Payne, em 1963,realizou uma cirurgia que promovia um desvio de parte do intestino delgado e do intestino grosso (jejuno-colônico), com área de desvio superior a jejuno-ileal.

Cirurgia de Payne


Estas cirurgias conseguiam a perda de peso sem a necessidade de mudança dos hábitos alimentares, porém ocasionavam complicações graves como:

" Insuficiência hepática;
" Cirrose;
" Nefropatia por oxalato (problemas renais);
" Artrite e deficiências metabólicas;
" Urgência para evacuar.

Estas complicações fizeram com que essas operações não fossem mais realizadas atualmente. Os pacientes submetidos a estas cirurgias, hoje recomendamos a adaptação destas para técnicas mais modernas. Estas cirurgias hoje fazem parte apenas da História da Cirurgia Bariátrica.

Em 1982, Mason introduziu uma técnica cirúrgica, que se tornou a mais empregada nas décadas de 80 e 90, a gastroplastia vertical com bandagem (GVB), sendo esta bastante simples e rápida, com baixos índices de complicações imediatas e tardias e com mortalidade cirúrgica quase nula.

Pesquisas relatam que essa foi a era das cirurgias restritivas: aquelas que restringem a ingestão de alimentos por diminuição do volume do estômago de aproximadamente 2 litros, para algo em torno de 20 ml, promovendo assim, saciedade precoce. Esta técnica cirúrgica inspirou várias técnicas utilizadas hoje em dia.

Cirurgia de Mason

No início da década de 90, surge uma nova cirurgia que combinava os dois mecanismos da cirurgia da obesidade, associando à restrição alimentar através da redução do estômago com uma leve má absorção através da diminuição de apenas 1 m do intestino delgado (CAPELLA et al, 1991). Esta cirurgia foi desenvolvida pelo cirurgião colombiano Rafael Capella, radicado nos Estados Unidos, e leva seu nome. Posteriormente esta técnica foi modificada em alguns detalhes por Fobi, sendo esta uma das técnicas cirúrgicas mais realizadas no mundo nos dias de hoje.

 

Cirurgia de Capella

voltar

Cirurgia da Obesidade. Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.